Escrito por Thom Rainer

"Essa não é a maneira como o Pastor Bob faria isso". O membro da igreja pode ter se expressado sem maiores intenções, mas suas palavras "picaram" o novo pastor. Afinal, ele está estado na igreja por apenas três meses, e ele já havia ouvido esse sentimento expressado mais de uma dúzia de vezes. Ele sabia que ele ficaria à sombra de uma lenda. Ele não tinha ideia de quão grande seria essa sombra. Existem várias situações de sucessão para pastores que muitas vezes são mais difíceis do que outras, eu sei. Ouço sobre eles quase todos os dias. Aqui estão cinco dos mais comuns:

Escrito por Silas Ribeiro

Graça e Paz irmãos! Sou Silas Ribeiro, um jovem de 25 anos, casado, seminarista na Faculdade Cristã de Curitiba. Nasci na cidade de Telêmaco Borba, PR, mas muito cedo mudei-me para a cidade de Ponta Grossa, PR onde conheci o Evangelho da Salvação e aceitei a Cristo numa congregação (ev. Fernando) da Primeira Igreja Batista Independente (Bairro Nova Rússia, pastor Edvaldo Batista Suplano). Atualmente congrego na Primeira Igreja Batista Independente de Curitiba, com o pastor Elton Batista de Melo. Onde eu e minha esposa Aline Ribeiro, somos líderes do Ministério Conexão Kids. Gostaria de refletir sobre um tema que para nós é fundamental, pois muda radicalmente nossas vidas. E qual tema ou assunto é capaz de mudar nossas vidas?

Escrito por Rev. Hernandes Dias Lopes

“E vos darei pastores segundo o meu coração, que vos guiarão com conhecimento e discernimento” Jeremias 3.15  - INTRODUÇÃO
1. A vocação para o pastorado é a mais sublime das todas as vocações. John Jowett no seu livro “O pregador, sua vida e sua obra” diz que vocação é quando todas as outras portas estão abertas, mas você só anseia entrar pela porta do ministério. São algemas invisíveis.
2. Deus chama pessoas diferentes, em circunstâncias diferentes, em idades diferentes para o ministério. Chamou Jeremias no ventre da mãe. Chamou Isaías num momento de crise nacional. Chamou Pedro depois de casado. Chamou Paulo quando este perseguia a igreja.
3. O texto em apreço nos fala que Deus é quem dá pastores à igreja. O pastor não é um voluntário, mas um chamado. O seu ministério não é procurado, é recebido. Sua vocação não é terrena, é celestial. Sua motivação não está em vantagens humanas, mas em cumprir o propósito divino.
4. Vejamos algumas lições desse texto:

Escrito por Elísio Quintino

Muitos me dizem: meu sonho é ser um pregador da Palavra de Deus. Eu creio que tenho esse dom, pois meu coração arde quando estou pregando a Palavra do Senhor aos outros irmãos. Porém, ainda tenho um pouco de dificuldades de preparar os sermões. Não sei muito bem como preparar e extrair deles as lições como grandes pregadores fazem com tanta facilidade. Existe alguma dica que possa ajudar pessoas como eu que estão começando?