Quarta, Setembro 14, 2016

Tiatira, a Igreja que alcança as nações

O texto de Apocalipse 2.18-29 foi escrito e endereçado ao anjo (pastor) da Igreja de Tiatitra. Embora esta Igreja fosse madura na fé e bem operosa, há um problema que está germinando dentro dela, imperceptível, mas que pode causar grandes danos. Tiatira, apesar de ser uma cidade pequena, se destacava pelo grande número de corporações de ofício.

O texto de Apocalipse 2.18-29 foi escrito e endereçado ao anjo (pastor) da Igreja de Tiatira. Embora esta Igreja fosse madura na fé e bem operosa, há um problema que está germinando dentro dela, imperceptível, mas que pode causar grandes danos. Tiatira, apesar de ser uma cidade pequena, se destacava pelo grande número de corporações de ofício (relacionadas especialmente a tecidos e armaduras) que nela prosperavam (as guildas que depois vão dar origem à maçonaria). A influência desses sindicatos na vida civil era considerável.

Rigorosamente todo mês, eles patrocinavam refeições comuns para os seus membros, banquetes que envolviam adoração ao imperador romano com divindades padroeiras locais e, frequentemente, imoralidade sexual. Não se acomodar a essas práticas pagãs colocava alguém em significativo risco econômico, particularmente se esse alguém desejasse progredir nos negócios e na sociedade. E tudo isso, envolvido em mistérios para se conhecer com profundidade os mistérios espirituais, que João aqui chama de profundezas de satanás. Portanto, esta igreja é bem parecida com a Igreja dos nossos dias e temos muito a aprender com ela.

  1. Jesus se apresenta a Igreja como (v.18):
    1. Aquele que tem olhos como de fogo – fogo simboliza aquilo que separa a pureza da impureza – exemplo do ouro sendo refinado; a olhos humanos, não percebemos, mas o resultado após o fogo sobre o ouro (ou a prata), é que sempre sobrará uma impureza;
    2. Aquele que tem os pés como de latão – simboliza firmeza para esmagar o pecado – nossos pés podem nos levar para diante ou para trás, nossos pés precisam ser firmes contra as ciladas do inimigo.
  2. O que Jesus valoriza nesta Igreja (v.19):
    1. O amor, a paciência e o serviço - estes irmãos estavam trabalhando e avançando a obra de Deus; como precisamos destas qualidades se queremos atrair novas pessoas a Cristo;
    2. As obras atuais eram maiores que as primeiras – isso significa que esta igreja já estava amadurecida, não era mais uma igreja dependente dos primeiros cuidados, mas que era capaz de por si mesmo reproduzir e crescer; quando uma igreja não é madura, qualquer coisa a desestabiliza, mas quando é madura, ela sabe lidar com cada problema visando o bem da Obra e o crescimento do Reino de Deus.
  3. Erro desta Igreja que Jesus irá corrigir (v.20): por mais que uma igreja pareça pronta, perfeita, sempre pode haver algo a ser corrigido, ali não foi diferente: Aquela Igreja tolerava Jezabel – aqui no sentido do nome nem da personagem, mas do estilo de fazer as coisas. O espírito de Jezabel ronda as igrejas operando da seguinte forma:
    1. Profetiza o engano, disfarçado da Palavra de Deus – como o povo de Deus tem caído neste engano nestes dias;
    2. Leva o povo a se prostituir com os sacrifícios da Idolatria – correndo atrás de profetas e revelações;
    3. Embora com aparência de santidade, estes ensinos e práticas levam os idólatras às profundezas de satanás.
  4. O remédio de Jesus para esta Igreja (v.21): O Senhor nunca executa sua justiça sem antes dar oportunidade ao pecador de mudar os seus caminhos. Isso é graça, neste caso demonstrado pela:
    1. Benignidade – Deus tem sido paciente e misericordioso com o pecador, dando um tempo de arrependimento (mudança). Um exemplo é Nínive a qual Deus enviou o profeta Jonas e este pregou, houve um arrependimento, mas aproximadamente 120 anos depois a nova geração voltou ao pecado do passado e, ai Deus levantou o profeta Naum e este profetizou exatamente tudo que ia acontecer com Nínive. Hoje Nínive, a grande capital do império assírio (maior da sua época) não passa de um monte de ruinas enterradas nas areias do deserto. Deus é misericordioso, mas não deixa de aplicar sua justiça.
  5. Resultado da desobediência (v.22,23): Toda desobediência aos princípios da Palavra geram consequências ais quais o o pecador terá que lidar com elas. Neste caso, as consequências foram:
    1. Doenças, prostração, final em decomposição – o pecador que não se arrepende está atraindo sobre sí a manifestação das doenças, algumas das quais o farão desejar a morte e esta não vem. Gente que definhará até o último suspiro, um verdadeiro inferno na terra. Creio que não pior que a morte física, é uma pessoa passar alguns anos vegetando em cima de uma cama, que o Senhor nos livre disso;
    2. Tribulação para aqueles que dão ouvidos aos ensinamentos falsos – crente que não é firmado na Palavra é como uma árvore que pende de um lado para o outro; quando desconhecemos a Palavra do Senhor, não só perdemos a oportunidade de receber suas bênção, como ficamos fragilizados diante das tentativas do inimigo. Por isso que a Palavra é a lâmpada para os meus pés e luz para os meus caminhos. Sem a palavra, e como você tentar ir a noite de uma cidade a outra com um bom carro, mas sem farol.
    3. Morte para os filhos – quando não sabemos discernir a voz do Senhor e seguimos os falsos profetas, nossa vida começa a ser dúbia e como consequência, os nossos filhos correm o risco de morrer (na fé e fisicamente). Muito embora os filhos não paguem pelo pecado dos pais, o fato dos pais serem dúbios em relação à Palavra, faz com que eles não tenham nem firmeza nem experiências com o Senhor. Se você ama seus filhos, procure conhecer e praticar a Palavra.
  6. O que Jesus espera com a disciplina (v. 23, 24, 25): Deus usa duas formas de disciplina, visando o amadurecimento da sua Igreja, para que ela retenha o que o Senhor lhe tem dado (v25):
    1. disciplina formativa – aquela que tem o propósito de nos corrigir, alinhar nossa vida com a sua palavra e, dependendo da nossa resposta, este disciplina é usada para que outro, vendo, não andem pelo mesmo caminho. Um exemplo bem claro disso é que Deus permitiu que o Reino de Israel, o reino do norte, caísse primeiro que o Reino de Judá (Jerusalém); entre a queda de um e de outro, passaram-se em torno de 120 anos, e Deus esperava que os de Judá, vendo o que aconteceu ao povo de Israel, mudassem os seus caminhos. Mas há também a disciplina que visa cortar o mal pela raiz;
    2. disciplina excisiva – aquela que elimina o pecador que não se arrependeu, eliminando-o do meio da sua Igreja. Não é possível a luz ter comunhão com as trevas, nem o óleo com a água. Venha como estás, mas seja totalmente mudado pelo Senhor. Ou nos santificamos a cada dia ou todos corremos o mesmo risco. Há situações na Igreja que a única saída é desmembrar uma pessoa. Em outra oportunidade podemos falar mais sobre isso, que é muito sério. O que acontece a uma pessoa que fica desmembrada da Igreja?
    3. Vida Cristã é simples, mas nós complicamos, colocando-nos mais fardos – precisamos orar para que Deus levante mais pessoas para a sua Obra nesta Igreja e que nossa vida não consista em regras, regulamento de homens, nem um fardo a ser carregado – precisamos ter prazer de fazer a obra.
  7. O resultado da Obediência:
    1. Poder e autoridade sobre as nações (v.26)- É a promessa de compartilhar conosco do seu reinado sobre as nações – esse poder nos é concedido para implantar o seu reino e reinarmos com ele.
    2. Ser a estrela da manhã (V.28) – isso mesmo, escrito em minúsculo, pois não se trata de um título, mas de um dom, o mesmo dom que satanás tinha quando era ungido de Deus e um anjo de luz (Lúcifer). A estrela da manhã é aquela que aparece no final da madrugada, anunciando o novo dia de Deus nas nossas vidas – Jesus veio ao mundo para ser a luz entre os homens e Jesus é a estrela (Ap 22.16), mas dá a nós a sua luz, para iluminar este mundo (no grego = Fósforo). Esse dom é a glória do Senhor sobre nós.

Conclusão: O propósito de Cristo para sua Igreja, é que ela viva em pureza, livre de qualquer mácula ou embaraço. Como cristãos somos chamados a ser sal e luz, capazes de fazer a diferença neste mundo caído. Somos agentes da implantação do Reino de Deus na terra.

Leave a reply

Powered by: Preachitsuite