Escrito por Eric Geiger
Categoria:

Os líderes são muitas vezes encorajados a liderar a 30 mil pés, o que é uma metáfora para liderar acima da rotina diária e pensar mais adiante, planejar com antecedência e navegar para o futuro. Assim como os aviões voam alto para se elevar acima da turbulência e acima das nuvens, levando a 30.000 pés, permite que um líder se eleva acima da urgência de hoje e estrategicamente pense e planeje o futuro. Mas, assim como é perigoso que os aviões voem demais (as companhias aéreas comerciais são limitadas a 45 mil pés), é perigoso quando um líder leva sua vida, sua organização a 60 mil pés, quando um líder sobe muito acima do trabalho (aqui no Brasil, diríamos que ele vive nas nuvens). Aqui estão quatro falhas do líder de 60 mil pés:

 

1. Esquece sobre hoje: Quando um líder opera a 30 mil pés, o líder ainda pode entrar e executar hoje. A 30 mil pés de distância, o líder planeja o futuro com um senso dos desafios e das realidades de hoje. Mas o líder de 60 mil pés negligencia as responsabilidades de liderança de hoje. Líderes que só estão focados no futuro podem deixar de executar hoje.

2. Cria soluções para problemas que não existem: Liderar a 60 mil pés significa liderar acima da realidade, vivendo apenas no domínio filosófico das idéias. Idéias e pensamento criativo são excelentes, mas quando um líder está separado das realidades diárias, os problemas mais urgentes são ignorados e as soluções são projetadas para problemas que não existem. As idéias e o pensamento criativo a 60 mil pés raramente estão conectados à realidade.

3. Atua com pouca urgência: A razão pela qual as pessoas querem voar alto é que há menos turbulência, normalmente, quanto mais você vá. A atração de liderança de 60 mil pés está acima, completamente acima, a turbulência. Mas a liderança removida da realidade sempre significa liderança sem urgência. A 30 mil pés, um líder pode pensar e planejar e elaborar estratégias sem perder a urgência. 60 mil pés é muito alto.

4. Decisões separadas do contexto: Quando um líder não conduz a partir do contexto, as decisões estão sempre fora de sincronia com o contexto. E a liderança de 60 mil pés puxa um líder muito longe do contexto e da cultura do time. 

Conclusão: É importante que os líderes atinjam 30 mil pés, evetualmente subam um pouco acima. Apenas não viva em 60 mil pés. É perigoso que seja alto demais.


Este artigo originalmente apareceu em EricGeiger.com e é usado com permissão.

Encontrou um erro de digitação? Por favor, selecione-o e pressione Ctrl + Enter.