Como ter autoridade espiritual

As igrejas estão precisando de pessoas que pregam com autoridade espiritual (unção). Não estou dizendo que precisamos de boas pregações, boas técnicas e profissionais no púlpito. Estou falando de pregações simples que fazem as pessoas quererem se humilhar diante de Deus e buscarem uma real mudança de vida. Se você quer essa autoridade espiritual, você deve abrir mão de todo tipo de manipulação e pregar a verdade da Palavra de Deus em amor. Veja o que o apóstolo Paulo disse:

"Portanto, visto que temos este ministério pela misericórdia que nos foi dada, não desanimamos. Antes, renunciamos aos procedimentos secretos e vergonhosos; não usamos de engano nem torcemos a palavra de Deus. Pelo contrário, mediante a clara exposição da verdade, recomendamo-nos à consciência de todos, diante de Deus." (2 Coríntios 4:1-2)

Paulo estava falando sobre as suas motivações. Ele não queria agir com má-fé, distorcendo a Palavra de Deus para manipular as pessoas. Pelo contrário, ele decidiu arrancar do seu coração toda raíz de pecado e intenções erradas, ao pregar o Evangelho. Eu acredito que este é o caminho para recebermos a unção e autoridade espiritual - A honestidade e transparência com Deus e com as pessoas.

Sei que é mais fácil identificarmos essas falhas em muitos líderes da atualidade, mas será que conseguimos enxergar pecados em nossas próprias vidas? Se quisermos ser cheios do Espírito Santo e ser exaltados por Deus, devemos primeiramente nos esvaziar de todo pecado e de nossa natureza egoísta e orgulhosa. Em Filipenses 2:5-9 diz que Jesus, mesmo sendo Deus, esvaziou a si mesmo para se tornar servo dos homens, e foi obediente até a sua morte, e morte de cruz! Depois isso, Deus lhe deu a posição mais alta e o nome que está acima de todo nome. Repare que antes de sermos exaltados, há um preço que devemos pagar, e é justamente disso que quero falar. Se você quer ter autoridade espiritual, ou seja, unção de Deus na sua vida:

1) ESTEJA DISPOSTO A SENTAR NO "ÚLTIMO BANCO"

No livro de Lucas capítulo 14, Jesus foi convidado para comer na casa de um líder fariseu e outros mestres da lei foram junto com ele. Mas, quando chegaram e foram se assentar, aqueles homens ficaram disputando quem se assentaria nos melhores lugares da mesa. Eles queriam posições de destaque, mas ao perceber isso (v.7) Jesus lhes disse uma palavra bem dura:

"Quando alguém o convidar para um banquete de casamento, não ocupe o lugar de honra, pois pode ser que tenha sido convidado alguém de maior honra do que você. Se for assim, aquele que convidou os dois virá e lhe dirá: ‘Dê o lugar a este’. Então, humilhado, você precisará ocupar o lugar menos importante. Mas quando você for convidado, ocupe o lugar menos importante, de forma que, quando vier aquele que o convidou, diga-lhe: ‘Amigo, passe para um lugar mais importante’. Então você será honrado na presença de todos os convidados. Pois todo o que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado." (Lucas 14:8-11)

Jesus estava mostrando que essa busca por honra e reconhecimentos das pessoas, só nos atrapalha e nos impede de recebermos algo de Deus.

"Como vocês podem crer, se aceitam glória uns dos outros, mas não procuram a glória que vem do Deus único?" (João 5:44)

"Cuidado com os mestres da lei. Eles fazem questão de andar com roupas especiais, e gostam muito de receber saudações nas praças e de ocupar os lugares mais importantes nas sinagogas e os lugares de honra nos banquetes." (Lucas 20:46)

Enquanto continuarmos nos vangloriando, achando que o ministério é "nosso", que as obras são "nossas" e que somos melhores do que os outros, não teremos autoridade espiritual. É tão bom quando encontramos pessoas que falam pouco sobre elas e muito sobre o que Deus tem feito, não é verdade? Por isso exalte a Deus e confie que Ele é quem honra as pessoas, no tempo certo.

"...Sejam todos humildes uns para com os outros, porque "Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes". Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês." (1 Pedro 5:5-7)

2) RECONHEÇA A INVEJA E CIÚMES NO SEU CORAÇÃO

Todos nós temos esses dois pecados no coração. Eles vieram junto com nossa natureza pecaminosa, mas quem está disposto a reconhecê-los e abandoná-los? A inveja e o ciúmes fazem com que não consigamos nos alegrar com as bênçãos dos outros. Podemos até não dizer nada, mas o nosso coração se fecha e isso impede o crescimento do Reino de Deus, pois onde há inveja e ciúmes, não há unidade.

"O rancor é cruel e a fúria é destrutiva, mas quem consegue suportar a inveja?" (Provérbios 27:4)

Tiago ainda diz: "Contudo, se vocês abrigam no coração inveja amarga e ambição egoísta, não se gloriem disso, nem neguem a verdade." (Tiago 3.14)

O REI SAUL É UM CLARO EXEMPLO DE PESSOA INVEJOSA E CIUMENTA:

No livro de I Samuel capítulo 18, vemos Davi voltando de uma batalha em que ele matou os filisteus. Ao entrar em Jerusalém junto com o rei Saul, as mulheres saíram de todas as cidades de Israel dançando e cantando a seguinte música: "Saul feriu milhares, porém Davi feriu dezenas de milhares." (v. 6 e 7) Saul ficou tão irritado e enciumado com música que fizeram para Davi, que pensou: "Atribuíram a Davi dezenas de milhares, mas a mim apenas milhares. O que mais lhe falta senão o reino?" (I Samuel 18:8).

Imediatamente Saul foi tomado por um espírito de ciúme e inveja, e vemos o efeito mortal que isso teve nele: "Daí em diante Saul olhava com inveja para Davi. No dia seguinte, um espírito maligno mandado por Deus apoderou-se de Saul e ele entrou em transe profético em sua casa, enquanto Davi tocava harpa, como costumava fazer. Saul estava com uma lança na mão e a atirou, dizendo: "Encravarei Davi na parede". Mas Davi desviou-se duas vezes. Saul tinha medo de Davi porque o Senhor o havia abandonado e agora estava com Davi." (1 Samuel 18:10-12)

Aquela noite toda Saul não deve ter dormido, pois ele alimentou em seu coração esse sentimento ruim e se tornou uma pessoa amarga e cheia de raiva. Acredito que ele deve ter pensado: "Eu trabalhei tanto, fiz de tudo como rei para servir este povo e agora eles preferem honrar mais a Davi do que a mim." Infelizmente, depois disso, Saul continuou inimigo de Davi pelo resto de sua vida. (1 Samuel 18:29)

Mesmo diante dessa situação trágica, devemos lembrar que Saul ainda era rei. Ele tinha autoridade e unção para liderar Israel. Deus o amava e o povo de Israel também. Mas, ele precisava se arrepender, pois esse sentimento de amargura o destruiria aos poucos. Contudo, a Bíblia mostra que o ciúme e inveja de Saul só aumentaram e isso destruiu tudo o que ele tinha. Por isso, se você é um cristão que deseja ter o favor de Deus na sua vida, reconheça seus pecados, peça perdão e se humilhe na presença de Deus. Não se preocupe nas recompensas dos homens, mas busque a recompensa que vem de Deus, pois essa sim é importante e eterna. Medite nessas palavras:

Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará." (Tiago 4:6-10)


Imprimir   Email
Encontrou um erro de digitação? Por favor, selecione-o e pressione Ctrl + Enter.