Eclesiologia

Sem dúvidas é a bênção de Deus! Quando Deus está abençoando, a sua Igreja cresce. É sempre Deus quem dá o crescimento (1 Coríntios 3.6). Mas relendo o versículo, vemos que não dá para transferir para Deus a responsabilidade do crescimento da Igreja: vamos ler o versículo completo: “Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento” – ou seja, o crescimento é sempre resultado, depois que duas ações foram aplicadas: plantio e cuidado.

O apóstolo Paulo era um homem com muita visão espiritual, mas, ao mesmo tempo, era prático, sabia que Deus opera sempre através do seu povo.  Deus é o maior interessado que a sua obra cresça. Em Marcos 16.15-17, o Senhor Jesus disse aos seus discípulo o que era para ser feito: ir por todo o mundo, pregar a toda criatura,pregar a salvação, fluir nos dons do Espírito, através dos sinais e maravilhas. E é interessante que no versículo 20, a Bíblia diz que “eles tendo PARTIDO, pregaram por todas as partes, COOPERANDO com eles o Senhor”. Ou seja, quando fazemos o que Deus espera de nós, ele coopera conosco e confirma a palavra com os sinais. Portanto, sinais, maravilhas, testemunhos, crescimento são sempre consequência. Paulo sabia disso: Antes de colher é preciso PLANTAR e CUIDAR.

Como você pode plantar? Semeie fé no coração das pessoas que convivem com você na sua família, no local de trabalho, enfim, por onde você passar. Fale sempre do amor de Deus; de como Deus pode mudar uma situação na vida de uma pessoa; em como Deus é especialista em lidar com os nossos fracassos.

Como você pode regar (cuidar)? Quando uma pessoa vem a nossa igreja, pela primeira vez, o maior desejo dela é “se sentir em casa”. Mas para isso é preciso cuidado, desde o momento que a pessoa está chegando no estacionamento, até a última parte de um culto. Temos procurado cuidar bem das pessoas que o Senhor nos tem enviado. Tudo que fazemos aqui é para que a pessoa se sinta em casa, de verdade, mas podemos melhorar, podemos sorrir mais, podemos estender as mãos, orar com a pessoa, enfim, deixar que o Senhor nos use poderosamente!

Deixe Deus usar a sua vida para o crescimento da Obra de Deus!

O que é um Humano? A visão humana e a imagem de Deus por John Ongman - ensaio de Kenneth Hermansson - O que então é um ser humano que você pensa dela, ou um ser humano, que você deixa ele se importar com ele? No entanto, você quase fez dele uma dádiva de Deus, com glória e glória você o coroou (Salmo 8: 6-7). 

Embora essa palavra seja encontrada no texto original em grego da Nova Aliança, ela não vem do grego, mas do aramaico. Quase tudo na Lei e nos Profetas (Tanakh) é escrito em hebraico, exceto por algumas partes que estão em aramaico, a maioria das quais estão em Daniel. A palavra “maran” significa Senhor, e “atha” significa venha.

A história apresenta a trajetória da vida da família Greenleaf, liderada pelo pastor James e sua esposa Mae. Os Greenleaf controlam uma igreja que se tornou um centro comunitário reunindo centenas de membros fiéis, predominantemente afro-americanos, na cidade de Memphis, no Tennessee. Mas por trás dos discursos de fé ocorrem diversos escândalos, os quais revelam a ganância, o adultério e a rivalidade entre irmãos, que atingem não apenas a família, mas também os membros da igreja. A história tem início quando a pastora Grace, filha de James e Mae, retorna à cidade após vinte anos ausente, para o funeral de sua irmã Faith. A primeira e a segunda temporada tem 13 episódios e pode ser assistido na Netflix.

Um dos grandes benefícios do Sacerdócio Universal de todo o Crente, é o livre acesso à presença de Deus. O apóstolo Paulo escreveu em Efésios 3.8-13,  as maravilhosas oportunidades de ter acesso a multiforme sabedoria de Deus, por meio de Cristo Jesus (O Cristo ressurreto), deu-nos livre acesso ao trono da sua graça.  Isso nos dá algumas vantagens excepcionais: nós não precisamos marcar audiência ou fazer fila para falar com Deus. Como filhos de Deus, temos o grande privilégio, o direito, a ousadia de entrar na presença de Deus a qualquer momento. A qualquer hora do dia ou da noite, podemos ter acesso a Deus. Cristo nos concedeu acesso direto ao Pai, para recebermos toda a misericórdia e graça que necessitamos, não importando quais as circunstâncias.