Porque Somos Batistas

São três as teorias sobre a origem dos batistas. A primeira afirma que descendem em linha reta dos que foram batizados por João Batista do Rio Jordão, mantendo até hoje uma sucessão histórica ininterrupta. É a chamada teoria JJJ (Jerusalém - Jordão - João). Rotularam de batistas os grupos dissidentes em que se verifica algum tipo de parentesco especial. como por exemplo, os Montanhistas do século II e os Jornalistas do século IV.

Uma Segunda teoria aponta os anabatistas como origem dos batistas atuais. Desde o inicio da reforma, em diversas partes da Europa, surgiram grupos, que entre outras peculiaridades rejeitavam o batismo de crianças e por isso exigiam o rebatismo de seus adeptos. Eram chamadas de anabatistas, isto é, os que batizam de novo.

A terceira teoria, e a mais difundida delas, afirma que os batistas se originaram dos separatistas ingleses, cujos adeptos, por via de regra, recebem o batismo na idade adulta, e isto pelo ato da imersão total do corpo na água. Da Inglaterra os batistas se expandiram rumo aos Estados Unidos, onde dividiram em torno da questão da escravatura. Os batistas, também, são uma dissidência da Igreja Anglicana.

As primeiras congregações foram fundadas na Inglaterra (1611) e na Holanda. Seu surgimento no Brasil se deu por volta do ano de (1882), e atualmente de acordo com a CBB (Convenção Batista Brasileira), abriga aproximadamente 5,6 mil igrejas da denominação, com quase 6 mil pastores e mais de 1 milhão de membros.

Ser membro da igreja é um privilegio, dado exclusivamente a pessoas regeneradas que voluntariamente aceitam o batismo e se entregam ao discipulado fiel, segundo o preceito cristão.

VISAO PARA COM DEUS

Baseado na Doutrina da revelação de Deus através da Bíblia, crêem em Deus segundo o que Jesus Cristo falou, é espirito pessoal perfeitamente bom, que em santo amor, cria, sustenta e dirige tudo. Não é uma idéia, mas sim, uma pessoa que sente, age, pensa harmoniosamente, tem direção própria e consciência de si mesmo, é amor, santidade e justiça.

A supremacia de autoridade é o Senhor Jesus Cristo, e toda a esfera da vida está sujeita a sua soberania.

0 Espírito Santo é o próprio Deus revelando sua pessoa e vontade aos homens. Ele, portanto, interpreta e confirma a voz da autoridade.

VISAO PARA COM 0 HOMEM

É uma pessoa a imagem e semelhança de Deus. porém desarmonizado no pensar, sentir e agir, dirigir-se e ter consciência de si próprio.

VISAO PARA COM O MUNDO

Os batistas não acreditam que o mundo será um paraíso, que segundo teó1ogos liberais, antes de (1919) disseram que seria, os homens cresceriam na compreensão, iriam se amar, mas quando veio a primeira e a Segunda guerra mundial ficou comprovado que não era bem como imaginavam, o paraíso tornou-se um inferno, segundo a Bíblia a ciência se multiplicará assustadoramente e devido a isto o homem cada vez mais distante de Deus ficará. Mais maldade surgirá 0 mundo vai de mal a pior devido a avanços tecnológicos.

Os batistas acreditam em algumas divisões deste apogeu. em primeiro lugar crêem no volta de Jesus Cristo a este mundo. Jesus Cristo realmente voltará. Quando veio na primeira vez Jesus Cristo surgiu como cervo sofredor para morrer por nós para satisfazer a justiça de Deus e a Segunda vez surgirá como rei, é a Segunda pessoa da trindade e profeta pregador. Hoje Jesus Cristo vive em reinado espiritual no coração das pessoas que acreditam nele. Depois deste período então Jesus Cristo descerá com a igreja e reinará por 1000 anos de muita paz, Satanás será preso e no final deste período será solto e levará as nações a serem lançados no lago de fogo, parte mais profunda do inferno, local de tormento. havendo o juízo final.

Deus, no entanto, fará um novo céu e uma nova terra no lugar onde foi destruída pela contaminação do pecado, a terra será ligada ao trono de Deus e teremos um novo universo, sem pecado. viveremos sempre na presença de Deus, é isto que chamamos de paraíso.

A igreja tem uma posição de responsabilidade no mundo; sua missão é para com o mundo. mas seu caráter e ministério são espirituais.

PECADO

Origina-se na escolha livre e voluntária do homem pelo mal, seria um estado mau do homem que o faz desobedecer as leis de Deus.o pecado é um governo de fora que dominou o homem por dentro.

JUSTIÇA

A justiça de Deus surge quando alguém ofende sua santidade, ausência de imperfeição. A justiça de Deus é permitida e foi para com os homens satisfeita em Jesus Cristo.

ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS

A Igreja não é um sistema Episcopal, é soberana, autônoma e democrática onde os fiéis juntamente com o pastor discutem onde serão empregados as finanças, com idade mínima para a participação do grupo e poder para votar e ser votado de 16 anos.

A forma de arrecadação, chamada de Mordomia, não é estipulada valor mínimo, é recolhido um dizimo, que os membros participantes do culto doam a igreja para que sejam sanadas as despesas (água, luz, salário do pastor, benfeitorias, etc.), sendo que não é obrigatória a doação, porque tudo que se dá a Deus não deve ser forçado, deve ser dado de livre e expontânea vontade, independente de valor. A mordomia cristã concebe toda a vida com um encargo sagrado, confiado por Deus, e exige o emprego responsável de vida, tempo, talentos e bens, pessoal ou coletivamente, no serviço de Cristo.

Uma igreja é um corpo autônomo, sujeito unicamente a Cristo, cabeça. Seu governo democrático, no sentido próprio, reflete a igualdade e responsabilidade de todos os crentes, sob a autoridade de Cristo.

O CULTO

0 Culto é bem simples, não obedecem a uma ordem, é baseado no Bíblia reúnem-se na igreja, iniciam o culto salientando sempre o nome do Senhor Jesus Cristo, cantam, oram pelos enfermos, o pastor faz algumas pregações, fazem uma comunhão para os que precisam e ajudam as pessoas a solucionarem as dificuldades. Os batistas não admitem imagens, nem outros mediadores além de Jesus. Certos preceitos são vistos como aberrantes: o culto a Maria e os Santos, a Transubstanciação e o purgatório, a infalibilidade do Papa e o Sistema hierárquico. Não ha necessidade de obras meritórias que não salvam, mas apenas manifestam a fé. A cruz, sempre vazia, é adotada em algumas igrejas. A maioria, entretanto, dispensam mesmo esse símbolo. Os batistas tem apenas duas ordenanças (sacramentos): batismo e ceia. Não batizam crianças, a idade mínima para receber o batismo é de 16 anos e isto para ocorrer o crente deverá ser puro, ter somente Jesus no coração, e após arrepender de todos os pecados.

O culto, que envolve uma experiência de comunhão com Deus, vivo e santo exige uma apreciaçao maior sobre a reverência e a ordem, a consciência e a humildade, a consciência da santidade, majestade, graça e propósito de Deus. 0 batismo e a ceia do Senhor, as duas ordenanças da igreja, são símbolos da redenção, mas sua observância envolve realidades espirituais na experiência cristã.

A Bíblia, como revelação inspirada da vontade divina, cumprida e completada na vida e nos ensinamentos de Jesus Cristo, é nossa regra autorizada de fé e prática.

O INDIVIDUO

O seu valor. Cada indivíduo foi criado a imagem de Deus e, portanto, merece respeito e consideração como uma pessoa de valor e dignidade infinita.

Sua competência Cada pessoa é competente e responsável perante Deus, nas próprias decisões e questões morais e religiosas.

Sua Liberdade. Cada pessoa é livre perante Deus, em todas as Questões de consciência, e tem o direito de abraçar ou rejeitar a religião, bem como testemunhar de sua fé religiosa, respeitando os direitos dos outros.

A VIDA CRISTÃ


A Salvação Pela Graça: A salvação é dádiva de Deus através de Jesus Cristo, condicionada, apenas, pela fé em Cristo e rendição a soberania divina.

As exigências do Discipulado As exigências do discipulado cristão, baseadas no reconhecimento da soberania de Cristo relacionam-se com a vida em um todo e exigem obediência e devoção completas.

o Sacerdócio do Crente Cada Cristão, tendo acesso direito a Deus através de Jesus Cristo, é seu próprio sacerdote e tem a obrigação de servir de sacerdote de Jesus Cristo em beneficio de outras pessoas.

O Cristão e seu Lar: o lar é básico, no propósito de Deus para o bem-estar da humanidade, o desenvolvimento da família deve ser de supremo interesse para todos os cristãos.

O cristão como cidadão. o Cristão é cidadão de dois mundos - o reino de Deus e o estado - e deve ser obediente a lei do seu país, tanto a lei suprema de Deus.

A NOSSA TAREFA CONTÍNUA

A Centralidade do indivíduo: De consideração primordial na vida e no trabalho de nossas igrejas é o indivíduo, com seu valor, suas necessidades, sua liberdade moral, seu potencial perante Cristo.

O Ministério Cristão Cada Cristão tem o dever de ministrar ou servir com abnegação completa; Deus, porém, na sua sabedoria, chama várias pessoas de um modo singular para dedicarem sua vida de tempo integral, ao ministério relacionado com a obra da igreja.

Evangelismo: o Evangelismo, que é básico no ministério da igreja e na vocação do crente, é a proclamação do juízo e da graça de Deus em Jesus Cristo e a chamada para aceitá-lo como Salvador e segui-lo como Senhor.

As missões As missões procuram a extensão do propósito redentor de Deus em toda parte, através do evangelismo. da educação e do serviço cristão. e exigem de nos dedicação máxima.

o Ensino e treinamento: A natureza da fé e experiência cristãs e a natureza e necessidades das pessoas fazem do ensino e treinamento um imperativo.

Educação Cristã : A educação cristã emerge da relação da fé e da razão, e exige excelência e liberdade acadêmicas que são tanto reais quanto responsáveis.

A Autocrítica Todo Grupo de Cristãos para conservar sua produtividade, terá que aceitar responsabilidade da autocrítica construtiva.

Fonte:http://www.ibivaires.org


Imprimir   Email
Encontrou um erro de digitação? Por favor, selecione-o e pressione Ctrl + Enter.