Esboços

Escrito por Elton Melo

Amados, muitas vezes a vida cristã, parece sem muito gosto, sem tempero, sem novidades. Conhecemos a Cristo, como um conhecido qualquer; ficamos aguardando boas notícias, mas tudo parece uma rotina sem graça. Isso também aconteceu na vida de dois discípulos de João Batista, até que um dia, pela segunda vez, encontraram com Jesus e, não perdendo a oportunidade, foram conhecê-lo melhor. Hoje Jesus está passando novamente na sua vida, e deseja que você possa conhecê-lo. Abra sua Bíblia em João 1.35-42 e veja o que Deus fala a você nesta noite.

1- Jesus é cordeiro de Deus (boa notícia)

a) Jesus é a melhor notícia para um coração angustiado;
b) Só Jesus tira o pecado do mundo e o peso das nossas vidas; jugo suave/fardo leve - Mt 11.30;
c) Jesus é a luz para aquele que anda em trevas; João 12.46 Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. O que é andar nas trevas?
d) Jesus é o caminho para aquele que está perdido – Jo 14.5;
e) Jesus é a segurança da vida eterna e abundante (Jo 10.10)

2- O que fazer com esta boa notícia?

a) André e o outro discípulo foram atrás de Jesus (seguir); Você tem seguido a Jesus?
b) Discípulo é “quem aprende de outro”. André gostava de aprender:
c) Tem procurado segui-lo ou ele já passou pela sua vida e você o perdeu de novo?
d) No dia anterior, eles tinham visto Jesus, agora o seguiram;
e) Jesus nos espera até chegarmos a ele (38);
f) Jesus está olhando para sua vida agora e te faz a mesma pergunta: O que está procurando, ou o que buscais (38);
g) Jesus atendeu à necessidade dos discípulos e dando-lhes atenção (39);
h) Qual a sua necessidade? Qual a sua busca? O que você precisa de Jesus hoje?
i) Ele te convida, “venha ver!” Venha ver como posso mudar sua vida;
j) Discípulo não é título de nobreza, mas condição de aprendiz. As igrejas têm muitos nobres e poucos aprendizes. André é uma pessoa ensinável.
k) A boa notícia deve ser experimentada, vivida. (Ap 3.20)

3- Seguiram a Jesus até o fim das suas vidas

a) Falaram de Jesus às pessoas mais queridas (André >> Pedro) – 41;
b) Jesus quer ser bênção na sua vida e de seus parentes e amigos;
c) Se entregue nas mãos de Jesus, entre na sua casa, isto é tenha comunhão diária;
d) Experimente a mudança que só ele pode fazer na sua vida – 42 – a mudança de nome, também é mudança de identidade;
e) Não fique preocupado com o que você vai deixar para trás para seguir a Jesus;
f) No fundo tudo que você deixar, é porque não vale tanto como achou que vale;
g) Falaram para os amigos de trabalho: Felipe, Natanael, João, Tiago – em dois dias Jesus já tinha a metade dos discípulos;
h) Eles andaram (comunhão) com Jesus. Ele só pode andar com você, se você andar com Ele;
i) Jesus tem andado com você? Ou ele nem te conhece?
j) Jesus não quer ser apenas um conhecido, quer ser seu amigo, ter comunhão diária - 1 João 1:7 – por isso precisamos ter comunhão com outros cristãos.

Conclusão: Cristo sempre está próximo de nós; podemos vê-lo através dos nossos irmãos, mas nem sempre o seguimos. Mas ele espera isto de nós, que o sigamos, que deixamos as coisas para trás e possamos conhecer o que ele tem para nós. Às vezes não seguimos a Jesus, porque não queremos deixar alguma coisa para trás, ou porque temos medo da sua justiça, outras vezes, porque não acreditamos mais em nada; você se decepcionou com pessoas que te disseram coisas em Nome de Jesus. No entanto, hoje, ele olha para você e espera até que você se achegue a Ele. Deixe que ele toque na sua vida. Coloque agora todo o peso, todo o fardo, todas as suas dúvidas, todas as suas inquietações, perguntas, curiosidades, frustrações, aos pés da cruz e deixe que a partir de agora, Jesus lhe mostre como viver uma nova vida!

Oração: “Senhor Jesus, já o tinha visto outras vezes, sei quem tu é, no entanto, te conheço muito pouco e quero colocar toda a minha vida nas tuas mãos. Ajuda-me a experimentar e viver aquilo que o Senhor tem para mim. Tu sabes como é difícil para mim entregar e confiar, em função das decepções do passado, das crises e das minhas necessidades, mas hoje estou lhe chamado pois quero poder experimentar uma real e verdadeira mudança na minha vida. Não quero mais ser apenas um conhecido teu, quero ser seu amigo e que tu me ensine e cure a minha vida.”


Primeira ministração em 2011 - na IBI Vitória; segunda ministração em 16/10/2016 na IBI Curitiba