Jogo do Copo, uma brincadeira que é maldição

Aqui em Pato Branco e outras cidades do Brasil, é muito comum ver os jovens - de 12 a 18 anos, em salas de aulas, praticando o "jogo do copo". Embora, de brincadeira, inclusive sem o conhecimentos dos pais, estes jovens estão abrindo brecha na sua vida espiritual a um ritual de invocação de demônios. Neste artigo, entenda o que é o Jogo do Copo e previna a sua família contra essa prática contrária à Palavra de Deus - a Bíblia. Há centenas de relatos de adolescentes perturbados com o desafio, alguns dos quais tentaram o suicídio ou recorreram a tratamento médico. O jogo, que parece simples e inofensivo, baseia-se num copo que se move em direção às letras de um abecedário colocado em cima de uma mesa e forma palavras em resposta às perguntas dos jogadores.

Sofia, de 15 anos, fez uma sessão para falar com os espíritos e assim tentar saber notícias do primo falecido num desastre de moto. Juntou-se com uns amigos e ao perguntar quem estava presente, a resposta foi: "Satanás". Ficou assustadíssima. Vera, de 17 anos, mostra-se confusa com o resultado, pois acha que falou com espíritos "bons e maus" e um deles "disse--lhe" para não se rir durante a sessão.

Daniela conta que está "obcecada" e quando tem um "furo" na escola vai jogar com alguns amigos, mas tem receio e dúvidas se lhe pode acontecer alguma coisa de mal. Outra jovem relata uma sessão com uma amiga que tinha perdido a mãe e num dos dias um dos espíritos anunciou ser sua mãe e levou-a a revoltar-se contra o pai, tendo de recorrer a um psicólogo. Devido a uma sessão, uma adolescente passou a sofrer de pânico, faltava às aulas e um dia tomou uma caixa inteira de comprimidos, sendo assistida no hospital.

À partida, parece absurdo que um copo virado para baixo, apenas com a ajuda da energia de cada um, colocando o dedo indicador na borda, possa deslocar-se sozinho na direcção das letras e formar frases que respondem às perguntas, mas é nisso mesmo que acreditam os jovens que praticam o 'Jogo do copo'.

O jogo "pode ter graves consequências", pois se trata de um "meio de comunicação com o mundo espiritual, onde é usado um copo como "guia" e um conjunto de letras e algarismos. O mal está no seu uso por pessoas que buscam a satisfação de curiosidades, podendo tornar-se perigoso, pois "a pessoa corre perigo de obsessão espiritual. Sendo uma prática sem objetivos nobres são os espíritos (demônios) obstinados no mal que se apresentam".

Especialistas dizem conhecer "variadíssimos casos de obsessão espiritual de pessoas que brincaram com o assunto sem terem preparação e demoraram muito tempo a libertar-se". Há também relatos de jovens com problemas psiquiátricos. Na Inglaterra, o jogo inspirou um filme de terror intitulado 'O jogo dos espíritos' e no Brasil deu origem à publicação do livro 'Copos que andam'. A curiosidade começou nas escolas, tornou-se 'moda' e muitos são os que se questionam se serão os "copos que andam" apenas uma "ingênua" brincadeira.

EXPERIÊNCIAS MAL SUCEDIDAS

Em Portugal, à semelhança do que acontece noutros países, existem centenas de relatos de experiências mal sucedidas com o 'Jogo do copo' e descrições de jovens com problemas psiquiátricos. Até os próprios espíritas, como a presidente da Associação Cultural Espírita (ACE), com sede nas Caldas da Rainha, Portugal, Ana Oliveira, reconhece que "muitas vezes os  espíritos que se manifestam são brincalhões e provocam problemas aos jovens". O objetivo dos jovens é terem certeza de que há comunicabilidade com os espíritos, acham engraçado o copo mexer-se, ir direito às letras e formar frases, só que às vezes fazem perguntas sobre as famílias e ficam transtornados com as respostas. Por exemplo, recebem respostas de que um amigo vai morrer e às vezes as coisas acontecem e eles ficam com medo e em pânico", explicou a responsável da ACE, adiantando: "No espiritismo nós nunca fazemos perguntas aos espíritos". Para nós evangélicos, não há espíritos, pois os consideramos como demônios. É o mesmo mal, com nome diferente.

A seguir, com base na Bíblia Sagrada, entenda como Deus vê a comunicaçào com o mundo dos mortos. No nosso País, cada um é livre para seguir a religião que deseja. Se você precisa de ajuda para se libertar deste tipo de caso, ou algúem da sua família que esteve envolvido com este jogo, procure-nos e te ajudaremos, em o Nome de Jesus.
 

Veja, na ´Bíblia, porque Deus condena a busca de conhecer o futuro ou das coisas passadas:

Levítico 19:31 Não vos voltareis para os necromantes, nem para os adivinhos; não os procureis para serdes contaminados por eles. Eu sou o SENHOR, vosso Deus.

Levítico 20:6 Quando alguém se virar para os necromantes e feiticeiros, para se prostituir com eles, eu me voltarei contra ele e o eliminarei do meio do seu povo.

Levítico 20:27 O homem ou mulher que sejam necromantes ou sejam feiticeiros serão mortos; serão apedrejados; o seu sangue cairá sobre eles.

2 Crônicas 33:6 queimou seus filhos como oferta no vale do filho de Hinom, adivinhava pelas nuvens, era agoureiro, praticava feitiçarias, tratava com necromantes e feiticeiros e prosseguiu em fazer o que era mau perante o SENHOR, para o provocar à ira.

Isaías 8:19 Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos?

Isaías 19:3 O espírito dos egípcios se esvaecerá dentro deles, e anularei o seu conselho; eles consultarão os seus ídolos, e encantadores, e necromantes, e feiticeiros.


Imprimir   Email
Encontrou um erro de digitação? Por favor, selecione-o e pressione Ctrl + Enter.